Economize até 40% com o Mercado Livre de Energia

Reajuste tarifário da Celesc aumenta custos para consumidor cativo

O Reajuste Tarifário Anual da Celesc de 2017 aumenta os custos para o consumidor cativo e diminui para os consumidores livres e especiais.

As tarifas vigentes a partir de 22 de agosto divulgadas pela ANEEL terão maior impacto sobre os consumidores residenciais e comerciais, atendidos em baixa tensão (Grupo B), com efeito médio de 7,9%.

Os consumidores cativos industriais e grandes unidades comerciais, atendidos em alta tensão (Grupo A), terão aumento médio de 7,77% em seus custos de energia. Entretanto, os consumidores livres e especiais, que podem negociar energia no Ambiente de Contratação Livre, terão seus custos de distribuição reduzidos.

A redução de custos de distribuição será em torno de 0,5% para os consumidores livres e de cerca de 3% para os consumidores especiais, que recebem descontos no TUSD. Isto se deve principalmente pelo fato de que, apesar do aumento médio nas tarifas, houve redução na tarifa de uso dos sistemas de distribuição (TUSD) no horário fora de ponta que compõe maior parte dos custos de distribuição.

Tabela – Reajuste tarifário Celesc 2017

 

Com este novo reajuste tarifário, o Mercado Livre de Energia se tornou ainda mais atrativo. Atualmente, para que os consumidores especiais tenham economia no Mercado Livre de Energia, devem contratar energia por preços inferiores a R$/MWh 330,00 em média. Já os consumidores livres, que não possuem desconto nas tarifas, garantem economia por preços abaixo de R$/MWh 270,00.

Quer entender melhor o que você paga na sua conta de luz? Leia nosso artigo explicando todos os detalhes.